March 19, 2018
croftworld (11 articles)
0 comments
Share

TOMB RAIDER: A ORIGEM SURPREENDE NO PRIMEIRO FINAL DE SEMANA

A Warner Bros. tem muito o que comemorar com os números feitos pelo filme Tomb Raider: A Origem em seu primeiro final de semana de exibição.

Estrelado por Alicia Vikander, a aventura de ação já ultrapassou a marca de $ 125 milhões de dólares mundialmente, nos quais cerca de $ 23 milhões são nos Estados Unidos e $ 41 milhões na China, colocando o filme no mesmo patamar de estreia de Jumanji: Bem vindo à Selva e de Mulher-Maravilha.

Mesmo atingindo a expectativa de lançamento nos EUA, Tomb Raider: A Origem precisa ainda se manter bem nas bilheterias mundiais para que possa se tornar rentável, já que seu orçamento de produção ultrapassa elevados $ 90 milhões de dólares.

No filme, Lara Croft é a filha ferozmente independente de um aventureiro excêntrico que desapareceu quando ela mal tinha chegado à adolescência. Agora, uma jovem de 21 anos sem nenhum foco ou propósito na vida, Lara faz entregas de bicicleta nas caóticas ruas de Londres, ganhando apenas o suficiente para pagar o aluguel. Determinada a forjar seu próprio caminho, ela se recusa a tomar as rédeas do império global de seu pai com a mesma convicção com que rejeita a ideia de que ele realmente se foi. Aconselhada a enfrentar os fatos e seguir em frente depois de sete anos sem seu pai, Lara busca resolver o misterioso quebra-cabeças de sua morte, mesmo que nem ela consiga entender a sua motivação. Deixando tudo para trás, ela parte em busca do último destino em que ele foi visto: um lendário túmulo em uma mítica ilha possivelmente localizada ao longo da costa do Japão. Mas sua missão não será fácil, já que a jornada para a ilha será traiçoeira. De repente, os riscos não podem ficar mais altos para Lara, que – contra todas as probabilidades e armada apenas com sua mente afiada, fé cega e espírito naturalmente obstinado – deve aprender a ultrapassar seus limites enquanto viaja para o desconhecido. Se sobreviver aos perigos dessa aventura, ela pode enfim encontrar um propósito para sua vida e tornar-se digna do nome Tomb Raider.

Dirigido por Roar Uthaug (“A Onda”), Tomb Raider: A Origem já se encontra em cartaz no Brasil.

Deixe o seu comentario

croftworld

croftworld